Modificações no Safe Kids e Internet Security para Android

3 abr 2019

Modificamos as funcionalidades de algumas aplicações mobile do Kaspersky Lab for Android e iOS. Continue lendo e saiba mais sobre os aplicativos modificados, quais funções foram impactadas e por quais motivos.
Porque o Kaspersky Internet Security para Android e Safe Kids perderá certas funcionalidades

O que mudou no Kaspersky Safe Kids?

 O software de controle parental Kaspersky Safe Kids para iPhone e iPad perdeu duas funções: o controle de aplicações e o bloqueio no Safari.

O controle do uso de aplicativos permite o gerenciamento de programas que os pais consideram inadequados para seus filhos. E o bloqueio no Safari é usado para garantir que a criança navegue online apenas em um navegador seguro incorporado ao Kaspersky Safe Kids. No iOS, essas funcionalidades não estão mais disponíveis, mas em outras plataformas o bloqueio de aplicações continua em funcionamento.

No Kaspersky Safe Kids for Android as alterações são diferentes: o monitoramento de chamadas e mensagens SMS desapareceu (uma função exclusiva para Android). Ou seja, o Kaspersky Safe Kids não notificará os pais a frequência e com quem seus filhos se comunicam por meio de mensagens de texto e ligações.

O que está diferente no Kaspersky Internet Security for Android?

O Kaspersky Internet Security for Android também sofreu uma série de alterações, conheça agoras as funcionalidades que não estão mais disponíveis:

  • Análise de SMS em busca de phishing.
  • Identificação de chamadas recebidas.
  • Permissão de recepção de chamadas apenas de contatos.

A funcionalidade de proteção de privacidade para ocultar determinados contatos também desapareceu. Eles podem retornar à lista genérica ou serem excluídos. Saiba mais como você pode fazer isso.

Duas funções incorporadas ao módulo antifurto também foram removidas: a opção de receber em seu telefone o número do cartão SIM inserido em um dispositivo após a ativação do “Modo Perdido”, e a funcionalidade de exclusão dos dados pessoais selecionados no dispositivo. Dito isso, é impossível apagar todas as informações do dispositivo ao mesmo tempo e restaurá-lo de fábrica.

As outras soluções de segurança também foram impactadas?

O Kaspersky Safe Kids e Internet Security for Android fazem parte dos sistemas de segurança integrados do Kaspersky Internet Security, Kaspersky Total Security e Kaspersky Security Cloud. Portanto, as alterações descritas também se aplicam aos usuários dessas soluções de segurança nas plataformas Android e iOS. No resto dos sistemas operacionais, tudo continua igual.

Por que essas mudanças aconteceram?

Ambas pela mesma razão nos aplicativos para iOS e Android: Apple e Google mudaram seus sistemas operacionais e, portanto, surgiram novas exigências para aplicações na App Store e Google Play.

O Google considera que o acesso ao registro de chamadas ou às mensagens de texto é muito perigoso. Por isso, essa permissão só está disponível atualmente para aplicativos cuja função principal está diretamente relacionada aos SMS ou ligações.

O caso da Apple é um pouco diferente. Na última versão do iOS 12, a empresa implementou uma função patenteada para controlar o tempo que o usuário investe (ou pode investir) em um aplicativo específico. Então, após uma atualização dos requisitos dos programas da App Store, a Apple considerou que a funcionalidade era inútil em outros aplicativos.

E os demais desenvolvedores? Também foram afetados?

Essas mudanças no padrão não foram apenas para a Kaspersky Lab, afetaram todos que fizeram upload de aplicativos nesses dois serviços. Assim, foram estendidos aos desenvolvedores de aplicativos móveis que os distribuem por meio dessas lojas oficiais.

Muitas outras aplicações tiveram que eliminar funcionalidades similares. Para o Google Play, nenhuma solução de antivírus pode acessar o registro de chamadas e permissões de SMS. Já na App Store, nenhuma app, exceto aqueles desenvolvidos pela Apple, pode bloquear o acesso à aplicações.

Como essa situação afetará os usuários?

Como sempre, as mudanças regulatórias no Google e na Apple podem ser positivas e negativas.

Por um lado, há vários exemplos de programas no Android que usam incorretamente a função de acesso à mensagem. Na verdade, já encontramos trojans que exploram essa funcionalidade para interceptar as senhas de uso único enviadas pelos bancos. Então, em teoria, isso deve tornar o Android uma plataforma mais segura.

Por outro lado, exceções podem ser feitas em aplicativos de desenvolvedores confiáveis ​​que precisam dessa funcionalidade por motivos de segurança, pois isso beneficiaria os usuários.

A situação com a Apple é mais ambígua. A empresa acaba de chegar ao mercado de aplicativos de controle parental e, já tenta cortar as asas da concorrência que possuem presença estabelecida e confiança dos usuários (não apenas na Kaspersky Lab).

Algumas pessoas podem pensar que, como o iOS e a App Store pertencem à Apple, a empresa tem todo o direito de agir da maneira que lhe agrada. No entanto, as coisas não são assim.

Se a Apple fosse uma pequena empresa, ninguém diria nada. Mas acaba por ter todo o monopólio do seu segmento de mercado: dispositivos móveis com iOS.

iPhone e iPad não são intercambiáveis ​​com smartphones e tablets Android. Ou seja, os usuários do iPhone não podem migrar diretamente para o Android, porque para obter uma nova interface requer tempo, esforço e dinheiro. A conclusão é que os dispositivos da Apple representam todo um mercado controlado por uma única empresa.

Aproveitando-se de seu monopólio, a Apple restringe a concorrência no setor relativamente pequeno de aplicativos de controle dos pais. Isso não beneficia os usuários, porque a competição saudável é o principal catalisador para o progresso e a redução de preços.

O que vem depois?

Em geral, nem o Kaspersky Internet Security for Android ou, o Kaspersky Safe Kids perderam qualquer papel importante. Nos próximos lançamentos, nossos desenvolvedores se esforçarão para preencher essas lacunas por outros meios.

Além disso, esperamos que o Google e a Apple fiquem mais flexíveis com desenvolvedores confiáveis ​​depois de avaliar os prós e contras.