Por que você deveria ouvir seus cookies

Ouça seus cookies com a extensão de navegador Listening Back para entender a real escala do rastreamento na Web.

Ouvir cookies da Web pode ser muito interessante, mesmo que não seja algo particularmente musical. Sim, agora você pode escutá-los, graças a um plugin de navegador criado por Jasmine Guffond que o apresentou durante a 36C3.

Seu raciocínio: as empresas usam cookies para nos espionar, e torná-los audíveis ajuda os usuários a perceber o quão onipresentes eles são.

O que são cookies e como eles estão relacionados com espionagem?

Cookies são pequenos pedaços de dados que os sites enviam aos navegadores. Os navegadores armazenam esses arquivos e os enviam de volta na próxima vez que o usuário visitar o site. É assim que o site mantém você conectado, lembra suas configurações e assim por diante. Em suma, os cookies tornam a navegação muito mais fácil.

Esses são cookies primários, ou seja, arquivos salvos pelos sites que você realmente visita. Os cookies de terceiros são provenientes de proprietários de sites de serviços da Web que podem ser utilizados por vários motivos. Eles vêm de serviços de análise, redes sociais, redes de publicidade e similares.

São esses cookies de terceiros que rastreiam os movimentos dos usuários pela Internet. Funciona assim: os cookies do Serviço A são usados ​​nos sites X, Y e Z; portanto, A sabe quando você visita X ou Y ou Z. Mas os cookies do Google, Facebook, Amazon e outros gigantes da Internet estão em uso em quase todos sites. Por exemplo, o cookie mais usado na Internet vem do Google Analytics.

Por um lado, cookies de terceiros podem ser usados ​​para sempre. Por exemplo, análises confiáveis ​​ajudam as pessoas a criar um conteúdo melhor. Por outro lado, os gigantes da Internet, os proprietários dos cookies, os usam para descobrir quais sites você visita, como gasta seu tempo de navegação e muito mais – e então eles usam esses dados para direcionar anúncios para você onde quer que você esteja online.

Então, é assim que os cookies estão relacionados à espionagem, e é por isso que Guffond escolheu os sons como um meio de explicitar o impacto dos cookies para os consumidores. O objetivo era tornar as coisas que normalmente não percebemos difíceis de ignorar.

Ouça o som dos cookies

Guffond criou extensões para dois navegadores populares – Google Chrome e Mozilla Firefox – que produzem um som cada vez que um cookie é salvo no seu computador, removido ou atualizado. Ela criou sons diferentes para cookies diferentes – você pode distinguir o Google Analytics do Facebook, por exemplo, de acordo com o som emitido.

Guffond chama seu projeto de Ouvindo de volta (Listening Back, em inglês) e, como ela diz, “traduz cookies em sons”. Seu objetivo é ajudar as pessoas a entenderem o grande número de cookies com os quais lidamos enquanto navegamos online.

Detalhes do projeto Listening Back

Infelizmente, as extensões de navegador nunca foram projetadas para processar tantos sons; portanto, à medida que os sites são carregados, fazendo com que muitos cookies apareçam no computador quase simultaneamente, a extensão pode produzir um som gago quando o computador tenta reproduzir os sons de todos. O barulho é bastante desagradável e você provavelmente não deseja manter a extensão ativada permanentemente.

De acordo com a Internet Engineering Task Force, os navegadores devem poder manipular mais de 50 cookies por domínio. No entanto, o plug-in de Guffond pode lidar com apenas 43 – a tentativa de reproduzir mais sons causou uma falha, então ela teve que definir alguns limites. Quarenta e três ainda são cacofônicos.

Gufford designou sons específicos para o Facebook, YouTube, Google Analytics, Amazon e demais receptivos populares, assim como para serviços cujos cookies frequentemente aparecem em outros sites para fins de rastreamento e publicidade.

Depois de se acostumar com os sons que diferentes cookies acionam, eles dão uma ideia de quais empresas mais rastreiam sua navegação, em quais sites e com qual frequência. Você pode até se surpreender com os sites que produzem certos sons familiares – por exemplo, ao ouvir um cookie do Facebook em um site que você não associa de forma alguma ao gigante da mídia social.

Observe as permissões do navegador

Lembre-se de que o plugin Listening Back requer uma das permissões mais assustadoras que pode ser concedida a uma extensão do navegador – para ler e alterar todos os seus dados nos sites visitados. Se você não confia nesta extensão, evite inserir informações confidenciais ou visitar URLs que exijam login.

No entanto, a extensão é divertida e educativa, por isso (com as precauções necessárias) recomendo experimentá-la – pelo menos por algumas horas. E se você usar uma ferramenta antitracking, como o recurso de proteção de Privacidade embutido como no Kaspersky Security Cloud ou no Kaspersky Internet Security, tente visitar os mesmos sites com proteção de rastreamento ativada e desativada. Os sons vão mudar um pouco.

Dicas