5 perguntas que deve fazer durante a instalação de sua Internet

26 fev 2019

Decidiu mudar de operadora ou, talvez, precisou instalar internet em seu novo apartamento? Uma das maneiras de fazer isso é ligar para o suporte técnico da empresa escolhida e esperar na cozinha em silêncio até que o trabalho esteja pronto. No entanto, também pode usar esse tempo ao seu favor e fazer algumas perguntas para descobrir como gerenciar sua rede doméstica e obter uma conexão segura.

Neste blog, mais de uma vez, demos dicas gerais sobre o que é importante ao configurar sua rede. Ainda assim, muitos detalhes variam de acordo com o provedor e o modelo de roteador utilizados, então pode ser interessante fazer algumas perguntas diretamente para alguém que saiba mais detalhes especificamente sobre sua conexão.

1. O que fazer se minha conexão de Internet cair?

Se ficar offline de repente, a solução mais fácil é ligar para o suporte técnico. Porém, você provavelmente não quer ouvir sempre a clássica “sua ligação é muito importante para nós” durante 20 minutos, principalmente quando a primeira coisa que a equipe de suporte vai fazer é sugerir algumas ações que não precisam de qualquer assistência profissional, e que você poderia muito bem aprender com o técnico que está ajustando sua conexão nesse exato minuto.

Na maioria das vezes, colocar em prática esses passos básicos você mesmo funcionará. E ainda que não seja o caso, pelo menos saberá que seu tempo de espera ao telefone não foi à toa.

2. Como tornar minha rede Wi-Fi inacessível para outras pessoas?

O WiFi utiliza ondas de rádio que ultrapassam paredes, de forma que ficará visível não apenas para os gadgets da sua casa, mas também para qualquer pessoa que esteja a dezenas de metros do seu roteador, inclusive nos corredores ou outros andares do seu prédio, por exemplo. Mesmo que tenha um plano ilimitado e não se importe de compartilhar tráfego, lembre-se que sua rede pode ser utilizada para comprometer os dispositivos conectados.

Dessa forma, se o filho do seu vizinho baixar algum malware enquanto estiver utilizando sua conexão, a infecção pode não apenas atingir seu próprio computador, como também seu roteador, smartphone e tudo que estiver conectado à rede. E se esse adolescente, por um acaso, for um aspirante a cibercriminoso, poderá até mesmo ter acesso aos seus arquivos, espiar suas fotos pessoais ou deletar documentos importantes.

Um vizinho suspeito pode utilizar sua rede WiFi e, portanto, seu endereço de IP para assistir pornografia ilegal ou baixar materiais extremistas, os quais podem, no mínimo, levar a uma conversa difícil com um agente da lei. Moral da história: existem diversos bons motivos para evitar que intrusos utilizem seu WiFi.

3. Como alterar minhas credenciais de rede e a senha do roteador?

Muitas vezes, o login e a senha iniciais da sua rede são gerados pela operadora antes ou durante a configuração. Frequentemente, são os mesmos para todos os usuários ou seguem um algoritmo bastante simples: por exemplo, o número do seu apartamento como login e seu número de telefone como senha. Nestes casos, qualquer pessoa pode facilmente acessar sua rede – desde o seu vizinho amante de Internet até um criminoso inveterado. E mesmo que o primeiro possa não causar muitos danos, o segundo pode roubar tudo que envia por WiFi, como os detalhes do seu cartão de crédito.

Seu roteador também tem uma senha própria. Com ela, é possível reconfigurar e controlar o dispositivo. Essa senha é definida de fábrica, e muitos fabricantes usam apenas algumas combinações para um lote inteiro de produção. Indivíduos com mentes criminosas vão descobri-las facilmente, invadir seu roteador e transformá-lo em um bot zumbi, ou, outra vez, usá-lo para interceptar dados.

O melhor seria alterar todas essas senhas assim que tiver a oportunidade. Caso tenha dificuldade em lembrar de novas combinações, experimente usar um gerenciador de senhas para ajudá-lo.

4. Como atualizar o firmware do roteador?

Um roteador parece um computador em vários aspectos. Também possui um sistema operacional, embora um pouco diferente, chamado de firmware.

Mais cedo ou mais tarde, todo firmware vai apresentar vulnerabilidades que podem ser usadas para hackear o dispositivo. Os especialistas muitas vezes as identificam antes que possam ser exploradas pelos criminosos. E depois disso, os fabricantes de roteadores lançam atualizações do firmware para corrigir as falhas. Se ignorar essas atualizações, vai permitir que os criminosos transformem sua LAN no seu próprio parque de diversões, mesmo que utilize a mais confiável das senhas para protegê-la.

Assim, pergunte ao técnico como atualizar o firmware do roteador. Se o modelo do seu roteador for antigo e não houver atualizações , é melhor substituí-lo: caso hackeado, o dispositivo obsoleto pode causar danos bem caros.

5. Minha Wi-Fi usa WPA ou WEP? E como garantir que é um WPA2?

WEP, WPA, e WPA2 são os padrões de segurança para as conexões WiFi: o WEP é o mais antigo e menos confiável, o WPA é mais novo e o WPA2 é ainda mais recente e mais seguro. Se sua rede utiliza o WEP, você tem um problema, já que é muito fácil de invadir, então é melhor substituí-lo por um WPA2. Pergunte ao técnico como mudar essa configuração.

Uma última coisa: não dependa apenas da sua memória! Aquilo que não utiliza diariamente pode ser facilmente esquecido. Anote ou grave as instruções do técnicos, e fotografe as configurações certas e a disposição dos fios. Além disso, compartilhe as dicas e fotos com quem você gosta.

Se sentir que os conselhos do profissional não são suficientes, aqui vão mais algumas dicas sobre como proteger sua rede doméstica.