Proteja algo muito valioso: sua informação pessoal

12 ago 2014

Um dos temas que foi destaque nos últimos anos foi a grande disseminação que teve o malware que corrompe os seus dados e exige dinheiro para restaurá-los. Infelizmente – como sempre dissemos sobre o ransomware e outros esquemas – depois que você termina de pagar o resgate, não há garantia de que você nunca voltará a ver o malware criptografando ou bloqueando seus dados. Ainda assim, o melhor é não ter que pagar dinheiro nenhuma para recuperar seus dados dados. Por isso, antes que isto ocorra, o melhor é que você comece agora a implementar um plano de prevenção para proteger um dos seus principais bens materiais: sua informação pessoal.

Eu não posso dizer com algum grau de confiança de que um dos seus dispositivos será infectado, porque eu simplesmente não sei. O que vou dizer é que o CryptoLocker é um pesadelo real e não é o único do seu tipo. Inclusive, além de um malware, existem muitas outraes circunstâncias que poderiam fazer com que você perca sua informação de uma hora para outra:  problema no disco rígido, seu telefone cair no vaso sanitário, roubo ou perda do dispositivo.

shutterstock_188832089
Sempre é preferível não pagar o resgate para recuperar dados que pertencem a você desde o início.

A primeira coisa que você precisa fazer é se certificar de que você está executando backups regulares dos dados que lhe interessam. Se você tem um Mac, a função Time Machine da Apple, juntamente com um disco rígido externo dedicado, irão executar esses backups para você. O Windows, é claro, tem um recurso de backup automático também.

Na verdade, o mais inteligente é realizar vários backups separados: um de forma manual em uma unidade externa (um disco rígido, por exemplo); outro que você não controle (como um provedor de armazenamento em nuvem confiável). Dessa forma, se algo improvável terrível acontece, como o computador é infectado com e / ou destruídos por um malware que de alguma forma também corrompe o disco rígido externo conectado ao seu computador, você tem uma terceira opção de recuperação, baseada na nuvem.

O outro lado da moeda é a prevenção de uma infecção antes que ela ocorra. Há duas maneiras de fazer isso: ser esperto e atento ao que você clica e aos arquivos que você baixa no seu computador. A outra maneira de prevenir a infecção é deixar que as máquinas façam isso por você através da instalação de uma solução de segurança confiável.

Recomendamos o Kaspersky Internet Security Multi-dispositivo (ou como carinhosamente chamamos: KIS MD. Isso vai proteger todos os seus dispositivos de qualquer ameaça ou infecção da web. Além disso, a nossa plataforma na nuvem, o Kaspersky Security Network está sempre ativo e vigilante. Se um novo vírus aparecer em uma máquina protegida por Kaspersky, o KSN agregará a ameaça na base de dados de vírus e você estará protegido contra ela em questões de segundos e em qualquer lugar do mundo. A probabilidade de qualquer um dos seus dispositivos serem infectados por um vírus desconhecido para o KSN é astronomicamente baixa. E mesmo se você está infectado, o KIS MD removerá a infecção em qualquer dispositivo que esteja executando a solução.

Se você seguir estas instruções, você estará protegido contra qualquer malware que pode prejudicar suas máquinas e os dados contidos nelas. O segredo é ser precavido. Com relação à cibersegurança, é melhor prevenir do que remediar.

Os malwares que criptografam seus arquivos são um problema muito sério. Para estar protegido use uma solução antivírus confiável e faça backup dos seus dados.

Tradução: Juliana Costa Santos Dias

[inserir Tweet quote 2]