Como fazer backup de um aplicativo autenticador

Aqui estão algumas maneiras de fazer backup de seu aplicativo autenticador.

Se você usa um aplicativo autenticador, é importante criar uma cópia de backup em caso de perda do dispositivo, roubo ou qualquer uma das outras curvas inesperadas que podem tirar seu acesso. Para fazer isso, você tem várias opções e pode prosseguir com base em suas preferências pessoais e no aplicativo de autenticação que você usa. Aqui está uma lista de todas as opções disponíveis.

Armazene manualmente as chaves secretas ou QR codes em um local seguro

Quando você configura a autenticação, o aplicativo cria uma chave secreta na qual se baseiam novos códigos únicos. A chave consiste em uma combinação aleatória de 16 caracteres e também é codificada no código QR que o serviço solicita que você leia.

Em teoria, você pode memorizar a chave secreta, mas elas não devem ser fáceis de lembrar. Em vez disso, armazene a sua com segurança, por exemplo, nas notas seguras do seu gerenciador de senhas.

Como alternativa, você pode salvar o QR code como uma imagem e armazená-lo com segurança no Kaspersky Password Manager.

Se você precisar recuperar o autenticador, basta escanear o QR code com o aplicativo ou inserir manualmente a chave secreta de 16 caracteres.

Sincronizar o aplicativo autenticador na nuvem

Os aplicativos de autenticação mais populares (o Google Authenticator é uma exceção) permitem que você armazene chaves secretas na nuvem e sincronize automaticamente os autenticadores entre os dispositivos. O método tem uma desvantagem: você terá que criar uma conta no aplicativo autenticador, o que geralmente envolve compartilhar seu número de telefone ou endereço de e-mail com seus criadores.

Com o Microsoft Authenticator, você pode usar sua conta da Microsoft (se não tiver, terá que criar). Uma coisa a ter em mente: a versão iOS do aplicativo faz backup no iCloud, e a versão Android usa alguma outra nuvem não especificada. Portanto, os backups são incompatíveis e, se você usou um iPhone, mas mudou para o Android (ou vice-versa), não será possível recuperar o backup do Microsoft Authenticator. Em vez disso, você terá que criar tokens manualmente para todas as contas na nova versão do aplicativo.

Exportar tokens já criados no autenticador

Por algum motivo insondável, de todos os aplicativos autenticadores que verificamos, apenas o Google Authenticator oferece uma opção para exportar e importar tokens que já foram criados no aplicativo e importá-los em outro dispositivo.

Talvez os desenvolvedores dos outros aplicativos pensem que o recurso de sincronização em nuvem também funciona. Isso é parcialmente verdade. Mas a nuvem não ajuda quem já usa o Google Authenticator e está procurando uma alternativa, transferindo rapidamente os tokens existentes para um novo aplicativo. Infelizmente, os desenvolvedores de aplicativos de autenticadores alternativos não tornam a vida mais fácil para esses desertores.

Em qualquer caso, exportar tokens no Google Authenticator é muito simples: clique nos três pontos na parte superior da tela, selecione Exportar contas e marque as contas de que você precisa. Depois disso, um código QR contendo todos os tokens selecionados aparece na tela. Tudo o que resta é fazer uma captura de tela e salvar a imagem com segurança em seu gerenciador de senhas.

Instale o aplicativo autenticador em vários dispositivos

Os aplicativos de autenticação geram códigos únicos com base em uma chave secreta e na hora atual. Portanto, nada deve impedir que você tenha várias cópias de aplicativos autenticadores em vários dispositivos rodando simultaneamente, gerando os mesmos códigos de forma síncrona.

Dessa forma, mesmo se você perder um autenticador em um smartphone, ainda terá um sobressalente, pronto para entrar em ação. Eles podem até ser aplicativos diferentes, embora isso torne a sincronização deles mais difícil.

Você pode instalar um aplicativo autenticador em vários dispositivos ao mesmo tempo:

• Digitalizando simultaneamente os códigos QR (ou inserir as chaves secretas) usando dois smartphones;

• Digitalizando códigos salvos anteriormente com um segundo dispositivo;

• Usando o recurso de sincronização em nuvem na maioria dos aplicativos (exceto Google Authenticator);

• Exportando tokens do Google Authenticator de um smartphone para outro.

Seja qual for a opção que você escolher, recomendamos criar uma cópia de backup de seu aplicativo autenticador sem demora. Caso contrário, você pode ficar sem acesso a ele – e sem backup – no pior momento possível. Mas mesmo assim, nem tudo está perdido; você pode recuperar um aplicativo autenticador mesmo sem uma cópia de backup.

Dicas