Mãe, cuidado com suas senhas!

10 maio 2015

As mães sempre se lembram de tudo: os aniversários dos amigos e familiares, a receita da sobremesa que a vovó fazia e até o dia da semana e a hora exata que seus filhos nasceram. No entanto, essa memória infalível começa a falhar quando se trata de lembrar cada uma das senhas das contas bancárias, redes sociais, sistemas de pagamento e e-mail. Tão difícil é lembrar essas chaves que a maioria de nós cai no hábito de usar datas ou nomes de membros da família como possíveis senhas especiais. Mas cuidado! Os especialistas da Kaspersky Lab advertem que esta é uma prática muito perigosa, uma vez que os cibercriminosos poderiam deduzir esta informação com muita facilidade.

mom-up-to-date-with-technology

“É bastante comum e, até certo ponto, natural escolher os nomes dos filhos ou datas especiais, como senhas”, diz Roberto Martinez, analista de segurança da Kaspersky Lab.

“Quando se trata de escolher uma senha, a maioria das pessoas busca integrar elementos que são familiares e fácil de lembrar. No entanto, essa informação tende a ser compartilhada em redes sociais, através de fotos ou atualizações, o que torna mais fácil para os cibercriminosos a capacidade de adivinhar suas senhas e invadir suas contas”.

De acordo com Martinez, também existe a possibilidade de que pessoas próximas a nós, ao saber tais informações, podem deduzir a nossa senha. As senhas são as chaves que protegem os dados pessoais dos titulares das contas, da sua vida privada e até mesmo o seu dinheiro – e se elas são roubadas, as consequências podem afetar não apenas os usuários, mas também seus contatos.

Em comemoração ao Dia das Mães, a Kaspersky Lab oferece às mães modernas as seguintes dicas para ajudar a proteger suas contas contra o acesso não autorizado:

  • Tenha uma senha exclusiva para cada conta: se uma for roubada ou decifrada, a outra permanecerá segura.
  • Crie uma senha complexa: Isso significa que você deve escolher, pelo menos, 12 caracteres que devem incluir letras maiúsculas e minúsculas, números e sinais de pontuação. De acordo com Martinez, uma técnica que pode ser útil e fácil de implementar, é usar frases em vez de uma única palavra, sempre incluindo caracteres especiais, números e letras maiúsculas e minúsculas intercaladas. Por exemplo: # 3UgO5toD0M4r (“Eu gosto do mar”). Isso permitirá que você lembre da sua senha facilmente e a mesma terá um comprimento adequado.
  • Use a autenticação de dois fatores: Este serviço vai exigir que para acessar a uma conta online, você deverá digitar sua senha no dispositivo principal e também um código gerado aleatoriamente que é transmitido para o seu celular.
  • Não compartilhe sua senha com ninguém: Muitas pessoas acreditam que a senha compartilhada é um símbolo de confiança. Mas lembre-se que ao compartilhá-la, você não terá o controle total das suas informações.
  • Cuidado ao inserir a senha em dispositivos alheios: Mesmo que os cibercriminosos não possam roubar informações do seu dispositivo, talvez eles possam fazer a partir do dispositivo de outra pessoa.
  • Mantenha sua senha em um lugar seguro: Não escreva no papel. Memorize ou use um programa especial para armazenar senhas como o Kaspersky Password Manager, que está integrado no Kaspersky Total Security Multidispositivos.

O Kaspersky Password Manager armazena suas senhas com segurança longe de cibercriminosos e do malware. Também pode ajudar a gerar senhas fortes para cada conta ou serviço eletrônico, se desejar. Além disso, esta ferramenta entra automaticamente com as credenciais do usuário em páginas sem a necessidade de ter que lembrar de várias senhas complexas.

Para verificar se sua senha é forte e segura, entre aqui.

Se você quiser obter informações adicionais sobre como criar e lembrar de senhas complexas, leia este artigo no nosso blog.

Tradução: Juliana Costa Santos Dias