Windows 10 oferece autenticação biométrica

24 mar 2015

Microsoft anunciou um plano ambicioso de substituir senhas com identificadores biométricos no seu próximo lançamento, o sistema operacional Windows 10. A idéia de substituir senhas existe há anos, no entanto, “Windows Hello” talvez seja a opção mais realista de erradicar o arcaico, mas onipresente, autenticador por senhas.

Screen Shot 2015-03-19 at 16.47.48

A principal dificuldade apresentada pelos métodos de autenticação alternativos são problemas de adoção e praticidade. Tatuagens como senhas, por exemplo, é uma idéia ridícula. Implantar um chip  no corpo é uma opção promissora, mas dificilmente tomará proporções massivas. A ferramenta Digit, do Twitter, é prática mas sua adoção requer cooperação entre várias organizações que desenvolvem as plataformas protegidas por senha.

As câmeras usam tecnologia infra-vermelha para que o reconhecimento seja possível mesmo com condições diferetentes de iluminação.

De acrodo com a Net Marketshare, o Windows (desde a versão 95 até a 8.1) representa 91.56% do mercado. Seguindo essa lógica, tudo indica que o Windows 10 será adquirido por grande parte dos consumidores de tecnologia. Ainda que hoje em dia os sistemas de autenticação biométrica sejam uma questão dos filmes de ficção científica, Windows 10 colocará essas tecnologias ao alcance dos usuários comuns.

Combinando hardware e software, os dispositivos do Windows10 – tradicionais e móveis –  vão oferecer a possibilidade de autenticar usuários pela íris, impressões digitais e rosto. “Para detecção de íris e rosto, Windows Hello usa uma combinação de hardware e software para verificar, com exatidão, que é você –  não uma foto sua ou alguém tentando passar por você. As câmeras usam tecnologia infra-vermelha para que o reconhecimento seja possível mesmo com condições diferetentes de iluminação.” disse Joe Belfiore, vice presidente do Grupo de Sistema Operacional da Microsoft.

 

Computadores construídos com leitores de digitais serão compatíveis com o Windows Hello uma vez que o Windows 10 tenha sido instalado. Os equipamentos mais recentes com esse sistema operacional terão softwares especializados, incluindo leitores de impressão digital, sensores de iluminação IR e outros sensores biométricos.

Todos nós sabemos as limitações das senhas. Em essência, as boas são difíceis de lembrar e advinhar, as ruins são inseguras e inúteis. Além disso, não devemos usar as mesmas senhas em serviços diferentes. Se fizermos isso bem, terminaremos tendo que lembrar várias senhas difíceis.

Nao há  muito o que dizer numa análise sobre segurança, o que não é surpreendente se levarmos em consideração que Windows 10 ainda não foi lançado. E a Microsoft ainda não anunciou seu sistema para “proteção empresarial”.

Ao seu favor, Microsoft guarda localmente os dados biométricos, ou seja, o reconhecimento facial, de iris e digitais vão existir somente no seu dispositivo pessoal, não em algum servidor da Microsoft nos Estados Unidos.