Quatro tendências de segurança digital no MWC 2015

O Mobile World Congress normalmente alegra nossos corações com a presença de muitos visitantes que se importam bastante com segurança e isso é natural levando em consideração que o evento

O Mobile World Congress normalmente alegra nossos corações com a presença de muitos visitantes que se importam bastante com segurança e isso é natural levando em consideração que o evento é promovido pela Associação GSMA. Este ano, a segurança foi novamente um dos temas mais importantes no MWC. Vamos ver quais foram as principais tendências que a Kaspersky identificou no evento.

Tendência #1: Segurança na Internet das Coisas

No blog da Kapersky, nós escrevemos regularmente sobre o quanto os aparelhos conectados podem ser inesperadamente vulneráveis: desde refrigeradores, máquinas de café, TVs e microondas, drones, até pulseiras fitness e outros aparelhos sem fio. Essa enxurrada de aparelhos conectados pode levar a consequências inesperadas. Infelizmente, a maioria dos fabricantes e desenvolvedores possuem pouca experiência no campo da segurança das IoT (Internet das Coisa – sigla em inglês).

Parece que a Kaspersky Lab não está sozinha nessa luta contra o descuido: no MWC muita gente levantou a questão da proteção dos aparelhos conectados. Temos uma notícia maravilhosa: quanto mais cedo os usuários e desenvolvedores entenderem o problema, mais rápido a segurança nos aparelhos conectados estará garantida.

Tendência #2: Telefones criptografados

Nos últimos dois anos tivemos muitos vazamentos e outras informações bombásticas sobre a espionagem global conduzida por funcionários do Estado, hackers ou até mesmo um menino ou uma menina vivendo na casa ao lado. Todas essas notícias geram uma grande demanda por uma comunicação segura e privada. Por isso, foram criados os Blackphones com uma super criptografia (caso você tenha perdido esse assunto, no verão passado publicamos uma análise detalhada sobre esse telefone criptografado).

Este ano no MWC, a Silent Circle lançou o Blackphone 2 atualizado e o Blackphone Plus – tablet com opções de segurança. Os dois aparelhos usam o PrivatOS e veem com diferentes recursos. Uma novidade: um sistema de virtualização de espaços permite ao usuário a criação de diversos espaços separados para app, dados e contas – é como se fossem vários smartphones separados dentro de um só aparelho.

A empresa brasileira Sikur apresentou outra solução de segurança chamada GranitePhone. Desenvolvedores optaram por uma abordagem bem radical: o GranitePhone OS não tem navegador, não tem acesso a câmera do celular e não é permitido ao usuário instalar nenhum aplicativo. No GranitePhone, o usuário pode somente enviar/receber emails e SMS, fazer chamadas e visualizar documentos.

A comunicação criptografada é permitida entre dois aparelhos GranitePhone ou com os sistemas operacionais iOS/Android. Você também pode fazer ligações para outros telefones, mas elas não serão criptografadas. Como você pode ver, não é um aparelho universal, mas é um segundo telefone para aqueles que frequentemente trabalham com dados sensíveis.

Outro telefone criptografado apresentado no MWC é conhecido por LockPhone. Assim  como o tablet LockTab, os dois foram fabricados em Hong Kong. Eles são protegidos com uma estratégica de criptografia 1,024-bit, que também se extende a chamadas, SMS e e-mail permitindo uma comunicação segura (mas somente entre dois aparelhos LockPhones). Por alguma razão não entendemos o fato dos desenvolvedores chamarem essas soluções de “os primeiros smartphones e tables criptografados”, o que obviamente não é verdade.

Tendência #3: Biométricas

A Qualcomm, o maior produtor de chips para smartphones, revelou a principal inovação biométrica do MWC 2015. O reconhecimento de digitais não é mais baseado em sensores ópticos ou capacitivos. Em vez disso, a Qualcomm tem adotado uma nova tecnologia que usa ondas ultrasônicas para escanear uma imagem 3D da superficie do dedo do usuário.

Existem algumas razões para acreditarmos que isso é uma inovação promissora: Primeiro, ela pode ler suas digitais através do vidro, alumínio, aço inoxidável, safira e plástico. Teoricamente, os fabricantes devem conseguir construir o sensor em praticamente qualquer parte do telefone ou tablet. Segundo, a Qualcomm também promete que um novo sensor funcionará muito mais rápido e mais preciso com menos erros de leitura.

Vale a pena mencionar que o reconhecimento mais rápido das digitais é o que permite que essa tecnologia possa scanear uma imagem dinâmica e distinguir um dedo real de um falso pelo batimento cardíaco. Além disso, o sensor ultrasônico funciona até mesmo se seu dedo estiver um pouco sujo ou molhado.

Atualmente não existem dispositivos equipados com o novo sensor Qualcomm mas sem dúvidas haverá em um futuro próximo. A boa notícia para os fãs dos aparelhos Samsung é que a companhia finalmente fez uma mudança nos sensores das digitais. Os GalaxyS6 e GalaxyS6 Edge adotaram sensores novos que não requerem deslizar o dedo. Assim como no iPhone, para começar a usar o aparelho você precisará tocar no sensor.

Tendência #4: Localizador para crianças Muitas companhias apresentaram soluções para a segurança de crianças, incluindo aparelhos de localização delas. No evento estavam as duas soluções de software e um localizador que ajuda os pais a monitorar os passos dos seus filhos.

No MWC 2015, a Kasperspy Lab apresentou uma versão beta do aplicativo multifuncional para celulares Safe Kids, que conta com um localizador GPS. Se você desejar, pode fazer o download grátis pelo Google Play e pela Apple Store.

Tendência bônus: Etiquetas sensoriais

Este ano aconteceu um fato inusitado no MWC 2015, causado graças a inteligente garrafa Blue Label da Johnnie Walker, apresentada pelas gigantes globais Diageo e Norwegian, seguidas pela companhia Thin Film Eletronics que desenvolvem etiquetas inteligentes NFC. A garrafa é equipada com etiquetas que podem detectar quando o lacre está quebrado e enviam essa informação diretamente para o smartphone do consumidor.

Apesar de dispensável, a demonstração das etiquetas NFC soluciona sérios problemas. Nesta ocasião, outro modelo de etiquetas, também fabricada pela Thin Film Eletronics, monitora constantemente a temperatura de cada comida que está sendo armazenada e envia essa informação via NFC. Os eletrônicos são um capítulo crescente dia a dia e é quase possível que num futuro próximo a gente veja todas as embalagens de leite equipadas com etiquetas inteligentes.

Dicas

Como proteger a segurança doméstica

As empresas de segurança oferecem tecnologias inteligentes, principalmente câmeras, para proteger a casa contra roubos, incêndios e outros incidentes. Mas que tal proteger esses sistemas de segurança contra intrusos? É o que faremos para preencher essa lacuna.