Abate de porcos: fraude em larga escala envolvendo criptomoedas

Explicamos o que é o golpe do abate de porcos: como funciona, por que é perigoso e como se proteger dele.

Hoje, vamos discutir o golpe cada vez mais comum conhecido como abate de porcos. Devido à sua alta lucratividade, esse esquema está ganhando popularidade rapidamente entre os fraudadores, e o número de vítimas está crescendo constantemente. O que é? Como o serviço funciona? Mas, como é possível se proteger? Vamos cobrir tudo no post de hoje.

O que é o abate de porcos e como o golpe funciona?

O abate de porcos é um tipo de golpe associado, por um lado, ao investimento (geralmente em criptomoedas) e, por outro, aos relacionamentos românticos on-line.

Assim como os porcos são criados por um longo tempo antes de serem abatidos, no esquema de fraude do abate de porcos, os golpistas geralmente gastam muito tempo e esforço cortejando cuidadosamente suas vítimas, geralmente durante um período de semanas ou até meses. Nesse sentido, o abate de porcos difere significativamente de outros esquemas fraudulentos, cujos criadores são muitas vezes impacientes e procuram lucros rápidos.

O cenário: uma mensagem aleatória e um estranho que parece ser amigável

Tudo começa com uma mensagem aleatória em um aplicativo mensageiro, rede social ou SMS. O golpista finge ter enviado a mensagem para o destinatário errado ou fala de algum conhecido mútuo distante que é fácil de encontrar e coletar informações no perfil de mídia social da vítima. Se a vítima responder ao golpista dizendo algo como “você se enganou e está com o número errado”, o fraudador pede desculpas educadamente e tenta iniciar uma conversa casual. De mensagem a mensagem, um relacionamento contínuo se desenvolve entre a vítima e o golpista.

Precisamos notar aqui que, muitas vezes, os golpistas selecionam deliberadamente as vítimas de acordo com o status e características pessoais. Ou seja, eles procuram pessoas relativamente bem de vida, mas talvez solitários e vulneráveis, que possam não apresentar resistência ao desenvolvimento de uma conversa com um estranho amigável. Nesta fase, o objetivo do golpista é construir pelo menos relações amigáveis com a vítima e, idealmente, uma conexão romântica.

Assim, o golpista ganha a confiança da vítima e atenua a desconfiança. Como foi dito anteriormente, esses golpistas geralmente não têm pressa e passam muito tempo se comunicando com a vítima, o que não é característico de golpistas on-line. Portanto, mesmo que a vítima tenha suspeitas no início, elas tendem a desaparecer depois de algum tempo.

Então, a trama começa a se complicar: uma oportunidade de investir com lucro

Mais cedo ou mais tarde, o golpista encontra uma maneira de direcionar a conversa para tópicos financeiros. As abordagens específicas aqui podem variar, mas a ideia geral é que o golpista apresente cuidadosamente à vítima a oportunidade de fazer um investimento lucrativo.

O investimento pode ser algo tradicional, como ações, títulos, futuros e outras opções. Mas, ultimamente, o golpe está mais associado a alguns projetos de criptomoeda “promissores”. A complexidade geral e a nebulosidade que envolvem as criptomoedas, juntamente com a facilidade de movimentação de fundos, fazem com que elas sejam ideais para esse tipo de fraude.

Nesta fase, a vítima pode ficar alarmada e suspeitar que algo está errado. No entanto, o golpista é rápido para reconfortar seu precioso… porco: não é necessário que a vítima transfira nenhum dinheiro pessoalmente ou para qualquer pessoa ligada a ele. Tudo o que a vítima precisa fazer é simplesmente criar uma conta em uma plataforma de negociação e tentar depositar algum dinheiro lá para ver como funciona.

Clímax: lucros incríveis e novos depósitos em dinheiro

Um detalhe importante do esquema de abate de porcos é que em cada etapa o golpista mantém cuidadosamente a ilusão de controle da vítima. A vítima cria espontaneamente uma conta na plataforma de negociação e pode escolher independentemente o que negociar. O golpista fornece apenas conselhos úteis, tornando todo o processo mais rápido e fácil, e claro, o mais lucrativo possível.

As dicas de negociação do golpista acabam funcionando bem. Quem poderia imaginar? A vítima rapidamente obtém seu primeiro lucro na plataforma de negociação, fica empolgada e começa a depositar cada vez mais para obter ganhos ainda maiores.

E como termina a história? O golpista desaparece com o dinheiro

Mas é claro que, mais cedo ou mais tarde, ele foge. Isso geralmente acontece quando um saldo razoável é formado na conta. Como alternativa, o golpista pode sugar a vítima até o momento em que ela tenta sacar dinheiro da plataforma.

É quando a vítima descobre a verdade: a plataforma de negociação era falsa e todos aqueles lucros incríveis simplesmente viraram pó. Quanto ao dinheiro real, ele foi para alguma conta desconhecida. Nesse estágio, o golpista corta toda a comunicação com a vítima, exclui as contas usadas para o golpe e desaparece em uma nuvem de fumaça.

A vítima perdeu tudo o que investiu na plataforma, e geralmente estamos falando de quantias significativas: os fraudadores geralmente conseguem escapar com dezenas ou até centenas de milhares de dólares, às vezes até milhões.

Fazendas de golpe no sudeste asiático

Como você deve ter percebido com a descrição do abate de porcos, esse esquema tem várias diferenças importantes em relação à maioria dos golpes. Primeiro, os criminosos vêm bem preparados, com ferramentas eficazes para enganar suas vítimas. Em segundo lugar, eles não estão com pressa e estão prontos para trabalhar em um único alvo por um longo tempo, fazendo movimentos graduais em direção ao objetivo sinistro. Em terceiro lugar, estamos falando de somas de dinheiro realmente grandes, o que significa que a quantidade de tempo e esforço envolvidos eventualmente compensa.

O segredo desse sucesso é que, na grande maioria dos casos, não são fraudadores individuais que estão por trás do golpe do abate de porcos, mas grandes grupos criminosos. Essas organizações administram enormes “fazendas” fraudulentas, na maioria das vezes localizadas nos países menos prósperos do sudeste asiático. Essas fazendas existem no Laos e nas Filipinas, mas a maioria das fazendas está no Camboja e, acima de tudo, em Mianmar, onde uma guerra civil vem acontecendo há vários anos.

KK Park: uma das maiores fazendas de golpes

Uma das maiores fazendas de golpes envolvidas no abate de porcos: KK Park. Esta fazenda, localizada em Mianmar, perto da fronteira com a Tailândia, emprega mais de 2 mil pessoas.Fonte

Essas empresas são realmente enormes: por exemplo, um relatório no ano passado sobre uma das maiores fazendas de golpe, chamada KK Park, afirmou que mais de 2 mil pessoas trabalham lá. Ela até ganhou seu próprio artigo na Wikipedia. Além disso, as fazendas estão em constante expansão e, claro, novas fazendas estão sendo abertas.

De um modo geral, o nome mais correto para essas fazendas de fraude seria campos de trabalho, e esse é talvez o detalhe mais triste desse esquema. Acontece que os operadores comuns do golpe do abate de porcos, aqueles que se comunicam diretamente com as vítimas, geralmente fazem isso contra sua própria vontade.

As empresas golpistas exigem funcionários multilíngues altamente qualificados, com boa formação e fortes habilidades de comunicação on-line. Como podemos imaginar, essas pessoas não aparecem naturalmente nas selvas de Mianmar ou Camboja. Normalmente, são cidadãos de outros países que são atraídos pela promessa de empregos bem remunerados, operadores de call center, especialistas em SMM, tradutores ou especialistas em TI.

Construção de um novo prédio na fazenda KKII

As fazendas de golpes estão em constante expansão: esta foto, tirada em 1º de julho de 2023, mostra a construção de um novo prédio na KKII, uma parte mais recente da KK Park. Provavelmente, ele já foi concluído.Fonte

Normalmente, os novos trabalhadores das fazendas de golpes acabam primeiro na vizinha Tailândia, de onde são levados para Mianmar ou Camboja. Lá eles são transportados para um acampamento localizado longe de qualquer grande área povoada e têm seus documentos confiscados. Então, essas pessoas se tornam essencialmente escravas: elas são forçadas a trabalhar de 12 a 16 horas por dia para receber nada além de comida. Elas podem ser submetidas à violência e, às vezes, até revendidas para outros fraudadores.

A escala geral do problema é extremamente grave. Um relatório do ano passado do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, citando fontes confiáveis, forneceu os seguintes números: pelo menos 120 mil pessoas estão empregadas em fazendas de golpes em Mianmar e aproximadamente outras 100 mil no Camboja.

Como se proteger contra o golpe do abate de porcos?

É difícil calcular as perdas totais exatas das vítimas do golpe do abate de porcos porque esse é um problema global. Os golpistas têm como alvo cidadãos de diferentes países. Além disso, nem todos relatam que foram vítimas. No entanto, estimativas aproximadas sugerem que o tamanho da indústria do golpe do abate de porcos é de bilhões de dólares.

É um negócio muito lucrativo, então, não adianta esperar que o problema simplesmente desapareça por si só. Tampouco há esperança de que as autoridades do Camboja ou de Mianmar abordem o assunto, elas parecem ter outras prioridades. Portanto, infelizmente, devemos proteger a nós mesmos e nossos entes queridos por conta própria. Veja o que podemos aconselhar:

  • Seja cauteloso com conhecidos on-line aleatórios: mesmo que a pessoa esteja se comunicando com você há muito tempo e não pareça ser um golpista.
  • Não invista descuidadamente em esquemas de investimento nebulosos, mesmo que aparentemente demonstrem alta lucratividade.
  • Em particular, não invista descuidadamente em esquemas de criptomoedas, pois devido às peculiaridades deste tópico, o número de golpistas nessa esfera infelizmente é muito alto. Além disso, é importante observar que todas as transações de blockchain são irreversíveis e não seguradas.
  • Lembre-se da regra de ouro do investimento: quanto maior o lucro potencial, maior o risco. Quando se trata de esquemas arriscados, nunca invista dinheiro que não esteja preparado para perder.
  • Informe seus entes queridos e amigos sobre esse esquema fraudulento. É possível que isso possa protegê-los das perdas financeiras, além do inevitável trauma psicológico resultante de uma decepção tão profunda.

Como proteger a segurança doméstica

As empresas de segurança oferecem tecnologias inteligentes, principalmente câmeras, para proteger a casa contra roubos, incêndios e outros incidentes. Mas que tal proteger esses sistemas de segurança contra intrusos? É o que faremos para preencher essa lacuna.

Dicas

Como proteger a segurança doméstica

As empresas de segurança oferecem tecnologias inteligentes, principalmente câmeras, para proteger a casa contra roubos, incêndios e outros incidentes. Mas que tal proteger esses sistemas de segurança contra intrusos? É o que faremos para preencher essa lacuna.