Ataques contra dispositivos móveis dobram em 2018

8 mar 2019

Pesquisadores da Kaspersky Lab descobriram que o número de ataques maliciosos contra dispositivos móveis praticamente dobrou em apenas um ano. Em 2018, foram 116,5 milhões de ataques contra 66,4 milhões de 2017 – também houve aumento significativo em usuários únicos afetados. Apesar deste crescimento, a quantidade de malware diminuiu- as ameaças móveis se tornaram mais eficazes e impactantes. Essa e outras constatações fazem parte do relatório A evolução do malware para dispositivos móveis em 2018.

A adoção de smartphones no trabalho e em diversos momentos da vida diária dos usuários está tornando o mundo mais móvel. Como consequência, os cibercriminosos estão prestando mais atenção à distribuição de malware e aos vetores de ataque. Os canais pelos quais o malware é entregue aos usuários para efetuar a infecção do dispositivo são hoje um elemento fundamental no sucesso de uma campanha maliciosa, já que se aproveitam do fato que não há nenhuma proteção instalada nos celulares.
O êxito das estratégias de distribuição é demonstrado não apenas pelo aumento dos ataques, mas também do número de usuários únicos que foram alvo. Esse número aumentou de 774 mil no ano anterior para 9,8 milhões usuários afetados em 2018. Dentre as ameaças detectadas, o crescimento mais significativo foi no uso de Trojan-Droppers, cuja parcela quase dobrou (de 8,6% para 17,2%). Esse tipo de malware foi criado para burlar a proteção do sistema e distribuir todos os tipos de malware, de trojans bancários até ransomware.

“Em 2018, os usuários de dispositivos móveis enfrentaram o que poderia ter sido o ataque mais violento de cibercriminosos já visto. Ao longo do ano, observamos novas técnicas de infecção para dispositivos móveis, como o sequestro de DNS, juntamente com um foco maior em esquemas de distribuição aprimoradas, como o spam por SMS. Essa tendência demonstra a necessidade crescente de soluções de segurança para proteger os usuários nos dispositivos móveis”, afirma Viсtor Chebyshev, especialista em segurança da Kaspersky Lab.

Aumento de ransomware

  • As soluções de segurança da Kaspersky Lab protegeram 80,6 mil usuários em 150 países de ransomware para dispositivos móveis. Foram registradas 60,1 mil amostras deste tipo;
  • Foi observado um aumento de cinco vezes nos ataques que usam mineração maliciosa de criptomoeda em dispositivos móveis;
  • Foram detectados 151,3 mil trojans bancários para dispositivos móveis, um crescimento de 1,6 em comparação ao ano anterior.

Como se proteger

  • Instale apenas apps obtidos nas lojas oficiais, como o Google Play para dispositivo Android e a App Store para o iOS;
  • Bloqueie a instalação de programas de origem desconhecida nas configurações do seu smartphone;
  • Não quebre as restrições do dispositivo, o famoso jailbreak, pois isso pode dar aos cibercriminosos funcionalidades ilimitadas para realizar os ataques;
  • Instale as atualizações do sistema e de aplicativos assim que elas são disponibilizadas, isso corrige vulnerabilidades e mantém os dispositivos protegidos. Observe que as atualizações dos sistemas operacionais móveis nunca devem ser baixadas de recursos externos (a menos que você participe de testes beta oficiais). As atualizações de aplicativos só devem ser instaladas a partir das lojas de aplicativos oficiais.
  • Conte com soluções de segurança confiáveis,  como o , para ter uma proteção abrangente contra diferentes ameaças.