No mundo da computação, a criptografia é a conversão de dados de um formato legível para um formato codificado que só pode ser lido ou processado depois de descriptografado.

A criptografia é o elemento básico da segurança de dados e é a maneira mais simples e importante de garantir que as informações de um sistema de computador não possam ser roubadas e lidas por alguém que queira usá-las para fins nefastos.

Utilizada por usuários individuais e grandes corporações, a criptografia é amplamente usada na Internet para garantir a integridade das informações do usuário que são enviadas entre um navegador e um servidor.

Essas informações podem incluir de tudo, desde dados de pagamento até informações pessoais. Empresas de todos os tamanhos costumam usar a criptografia para proteger dados sigilosos em seus servidores e bancos de dados.

A necessidade da criptografia

Além do benefício óbvio de proteger invormações privadas contra roubo ou comprometimento, a criptografia também fornece um meio de comprovar que a informação é autêntica e vem da origem informada. Ela pode ser usada para verificar a origem de uma mensagem e confirmar que ela não foi alterada durante a transmissão.

A chave da porta

A base da criptografia gira em torno do conceito de algoritmos de criptografia e "chaves". Quando a informação é enviada, ela é criptografada usando um algoritmo e só pode ser decodificada usando a chave apropriada. Uma chave pode ser armazenada no sistema receptor ou pode ser transmitida junto com os dados criptografados.

Métodos

Vários métodos são usados para codificar e decodificar informações, e esses métodos evoluem à medida que o software e os métodos de interceptação e roubo de informações continuam a mudar. Esses métodos incluem:

  • Criptografia de chave simétrica: também conhecida como algoritmo de chave secreta, este é um método singular de decodificação da mensagem, que deve ser fornecido ao receptor para que a mensagem possa ser decodificada. A chave usada para codificar é a mesma usada decodificar, sendo a melhor opção para usuários individuais e sistemas fechados. Normalmente, a chave deve ser enviada ao receptor, o que aumenta o risco de comprometê-la, caso seja interceptada por terceiros, como um hacker. A vantagem é que esse método é muito mais rápido do que o método assimétrico.
  • Criptografia assimétrica: este método usa duas chaves diferentes, pública e privada, que são vinculadas matematicamente. Essencialmente, as chaves são apenas grandes números que foram emparelhados um ao outro, mas não são idênticos, daí o termo assimétrico. A chave pública pode ser compartilhada com qualquer pessoa, mas a chave privada deve permanecer em segredo. Ambas podem ser usadas para criptografar uma mensagem, e a chave oposta da usada originalmente na criptografia é usada para decodificá-la.

Artigos relacionados:

Produtos relacionados: