Uma das questões mais importantes entre os pais atualmente é a segurança das crianças na Internet. Como é possível proteger seus filhos on-line? A Internet é como uma grande extensão da sua vizinhança que alcança o mundo como um todo. E seu filho pode acessar tudo isso, seja bom ou ruim. As crianças não usam mais apenas o computador da família. Também têm cada vez mais acesso às novas tecnologias, como smartphones ou tablets. Toda essa conectividade pode trazer motivos de preocupação para os pais. Felizmente, existem algumas ações que você pode tomar para ajudar as crianças a navegar no mundo on-line e reconhecer possíveis ameaças.

1ª dica de segurança: evite malware e adware

Muitos aplicativos gratuitos e redes sociais sobrevivem por meio de adware, o que significa que seu filho pode ser exposto a mais publicidade do que você gostaria. Isso, combinado com a facilidade de compra em aplicativos, é motivo suficiente para monitorar as atividades on-line das crianças e definir regras sobre os aplicativos permitidos. Os pais precisam explicar aos filhos como funcionam os aplicativos "gratuitos" para que eles não gastem dinheiro de verdade sem perceber.

2ª dica de segurança: proteção contra predadores on-line

Assim como você ensina as crianças a não conversar com estranhos, o mesmo deve ocorrer com os contatos on-line. Os pais devem enfatizar que, na Internet, nem todo mundo é o que parece. No fim das contas, você e seus filhos devem sempre saber com quem eles estão interagindo on-line. Você deve saber as informações de contato, nomes de usuário, endereços de e-mail dos amigos, além de todas as redes sociais das quais seu filho participa. O Controle para Pais é uma ótima opção para bloquear contatos específicos, bem como monitorar as mensagens on-line e outras comunicações.

3ª dica de segurança: denuncie qualquer comportamento de bullying

Cada vez mais, a segurança das crianças na Internet está relacionada ao bullying on-line. De acordo com um relatório da DoSomething.org, quase 43% das crianças já foram vítimas de bullying on-line, mas apenas uma de cada 10 vítimas informou o ocorrido a um adulto. Os pais precisam conversar com seus filhos sobre o que é bullying on-line e orientá-los a denunciar esse tipo de comportamento sem medo de ficar sem o computador ou que acabem sendo punidos. Os pais devem orientar seus filhos a serem cautelosos ao abrir e-mails, ler postagens ou Tweets de pessoas que não conhecem na vida real e não participar de discussões pela Internet. Isso é extremamente importante para crianças com celulares, pois as mensagens ou imagens podem ser enviadas por impulso ou sem pensar muito nas consequências.

4ª dica de segurança: conheça as redes sociais

Parece que mesmo as crianças mais novas participam das redes sociais, em parte porque todos os seus amigos estão lá. Nenhuma criança gosta de se sentir por fora, mas os pais precisam ficar atentos se a rede social é adequada para a idade dela. Por exemplo, alguns sites não filtram conteúdo para adultos. Isso significa que todos os usuários, até mesmo as crianças, têm acesso a tudo. Outra preocupação é a quantidade de informações que uma criança pode compartilhar em seu perfil social on-line. Os pais precisam esclarecer quais informações não devem ser publicadas para todos. Até mesmo algo inofensivo, como o nome do animal de estimação da família, pode causar problemas, especialmente se o nome do animal for usado no lembrete de recuperação de uma senha.

5ª dica de segurança: tome cuidado com o roubo de identidades

É cada vez mais comum que escolas e outras organizações para crianças coletem e armazenem informações sobre elas. Embora haja diversos motivos legítimos para coletar informações digitais, os pais devem sempre questionar quais tipos de informações de identificação são realmente necessárias e como essas informações serão armazenadas. As crianças devem ser ensinadas desde cedo que seus nomes de usuário e senhas são um segredo, exceto para seus pais. Mas a lição não terminou. Os pais devem dizer aos filhos para não compartilhar qualquer informação de identificação on-line, como data de nascimento, cidade natal, nome da escola, etc.

O que os pais podem fazer?

Se o seu filho vai acessar a Internet, você deve ensiná-lo sobre a segurança na Internet e o que isso significa. Comece com o básico sobre segurança de Internet para crianças: manter credenciais de login em segredo, comunicar-se apenas com amigos confiáveis e familiares, estar atento ao que "gratuito" quer dizer on-line. Depois, c continue orientando seu filho de acordo com a idade. Use um software e ferramentas de controle para pais para monitorar as atividades on-line e esteja sempre aberto e disponível para conversar com seus filhos.

Outros artigos e links relacionados à segurança de Internet