Vírus metamórfico é um vírus que pode se transformar com base na capacidade de converter, editar e reescrever seu próprio código. Considerado o vírus de computador mais infeccioso, quando não é detectado rapidamente, pode causar graves danos ao sistema. As verificação antivírus têm dificuldade para detectar esse tipo de vírus, pois ele pode mudar sua estrutura interna, reescrevendo e reprogramando-se cada vez que infecta um sistema de computadores. Ele é diferente dos vírus polimórficos, que criptografam seu código original para não serem detectados. Devido a sua complexidade, a criação de vírus metamórficos requer amplo conhecimento de programação.

Como estabelecer uma defesa sólida

Os vírus metamórficos causam perda de dados graves e rebaixam as defesas do sistema de computadores. Também podem infectar vários hosts. Uma pesquisa da San Jose State University mostrou que diversos programas antivírus atualmente disponíveis dependem da detecção de assinaturas e geralmente não conseguem detectar vírus metamórficos. Sem as ferramentas de segurança adequadas, um vírus metamórfico consegue evoluir e causar ainda mais danos. Quanto mais tempo ele fica em um computador, mais variações são produzidas, fazendo com que seja muito difícil para os programas antivírus detectá-lo e desinfetar o sistema.

Os vírus metamórficos podem ser distribuídos por meio de anexos de e-mail ou quando os usuários navegam em sites comprometidos. Depois de disseminados, o objetivo é roubar informações particulares e dados corporativos para fins de extorsão, lavagem de dinheiro e outros tipos de fraude. Quando um vírus é encontrado, ele pode ser reportado e enviado à Kaspersky Lab para ser estudado, ajudando na defesa de outros usuários e organizações. Entender o que está por trás do vírus pode ajudar a melhorar as soluções antivírus e os softwares de segurança de Internet.

Outros artigos e links relacionados a Definições