Um vírus metamórfico pode se transformar com base na capacidade de converter, editar e regravar seu próprio código. Ele é considerado o vírus de computador mais infeccioso, e pode causar graves danos a um sistema se não for detectado rapidamente. Verificadores antivírus têm dificuldade em detectar esse tipo de vírus, pois ele pode mudar sua estrutura interna, regravando e reprogramando-se cada vez que infecta um sistema de computação. Ele é diferente de um vírus polimórfico, que criptografa seu código original para não ser detectado. Devido à sua complexidade, criar vírus metamórficos requer amplo conhecimento de programação.

Como montar uma sólida defesa

Um vírus metamórfico causa grave perda de dados e diminui as defesas do sistema de computador. Pode também infectar vários hosts. Sem as ferramentas de segurança adequadas, um vírus metamórfico possui a capacidade de se tornar mais sofisticado e causar ainda mais danos. Quanto mais tempo fica em um computador, mais variações são produzidas, fazendo com que seja muito difícil para programas antivírus finalmente detectá-lo e desinfetar o sistema.

Os vírus metamórficos podem ser distribuídos através de anexos de e-mail ou quando os usuários navegam em sites afetados. Depois de disseminados, o objetivo é roubar informações particulares e dados corporativos para cometer extorsão, lavagem de dinheiro e outros tipos de fraudes. Quando o vírus for encontrado, ele pode ser reportado e enviado à Kaspersky Lab para ser estudado, ajudando outros usuários de computadores e organizações a se defenderem. Entender o que está por trás do vírus pode ajudar a melhorar as soluções antivírus e os softwares de segurança na Internet.


undefined

Outros artigos e links relacionados à definição de vírus metamórfico