Código malicioso é o tipo de código de computador nocivo ou scripts da Web destinado a criar vulnerabilidades do sistema, gerando portas secretas, violação de segurança, roubo de dados e informações, além de outros danos em arquivos e sistemas de computadores. É um tipo de ameaça que o software antivírus pode não conseguir bloquear sozinho. De acordo com a Kaspersky Lab, nem todas as proteções antivírus podem tratar determinadas infecções causadas por código malicioso, o que é diferente de malware. Malware se refere especificamente a software malicioso, mas o código malicioso inclui scripts de sites que podem explorar vulnerabilidades para fazer upload de malware.

É um aplicativo autoexecutável capaz de se ativar sozinho e assumir várias formas, como Java Applets, controles ActiveX, conteúdo de push, plug-ins, linguagens de script ou outras linguagens de programação para melhorar páginas da Web e e-mails.

O código concede a um criminoso virtual não autorizado acesso remoto para um sistema invadido, que é a porta de fundo do aplicativo, e depois expõe dados confidenciais da empresa. Ao liberá-lo, os criminosos virtuais podem até mesmo limpar os dados de um computador ou instalar spyware. Essas ameaças podem atingir um alto nível: o U.S. Government Accountability Office alertou sobre a ameaça de código malicioso contra a segurança nacional.

Scripts, worms e vírus podem danificar seu computador ao encontrar pontos de entrada que levam a seus preciosos dados. Visitar sites infectados ou clicar em links ou anexos de email maliciosos são as principais portas de entrada para que o código malicioso invada seu sistema. Software antivírus que possui atualizações automáticas, recursos de remoção de malware, segurança de navegação na Web e o recurso de detectar todos os tipos de infecções são a melhor defesa.

Outros artigos e links relacionados às Definições