content/pt-br/images/repository/isc/hacking-150x150-6003.jpg

O malware pode atacar um sistema operacional (SO) ou um aplicativo, caso eles forem capazes de executar um programa que não faça parte deles mesmos. Todos os sistemas operacionais mais conhecidos para desktop e muitos aplicativos comuns, programas de edição de imagem e aplicativos de design – além de outros ambientes de software com linguagem de script integrada – têm essa capacidade.

Portanto, esses sistemas operacionais e aplicativos conhecidos são vulneráveis a ataques de malware.

Nem todos os sistemas operacionais e aplicativos são atacados

Vírus de computador, worms e cavalos de Troia são escritos visando diversos sistemas operacionais e aplicativos. No entanto, existem outros sistemas operacionais e aplicativos para os quais ainda não foram detectados malwares. Então qual a diferença entre esses dois grupos de sistemas operacionais e aplicativos?

Três ‘condições’ para que o malware prospere e sobreviva

Para cada SO ou aplicativo específico, em geral surgem malwares quando as três condições a seguir são atendidas:

O que é necessário para o malware prosperar

Com tantos tipos diferentes de malware, além da enorme diversidade de...
Kaspersky Logo