Como contribuir para a saúde mental de sua equipe que está trabalhando em casa: recomendações de psicólogos

A COVID-19 trouxe uma incerteza radical para as empresas e suas equipes. Os especialistas em saúde mental de profissionais dizem que os gerentes podem reforçar a resiliência de suas equipes.

A COVID-19 trouxe uma incerteza radical para as empresas e suas equipes. Os especialistas em saúde mental de profissionais dizem que os gerentes podem reforçar a resiliência de suas equipes.

A maior experiência de trabalho em casa do mundo.

É assim que a revista Time descreve a vida profissional em 2020, após as medidas para conter a disseminação do coronavírus. Como essa transformação inesperada da vida de escritório, assim como a perturbação e a incerteza causadas pela pandemia, afetam os profissionais? Eu perguntei a dois dos melhores especialistas em saúde mental no local de trabalho o que os gerentes podem fazer neste momento para promover o bem-estar de suas equipes.

Estabelecer um padrão de saúde mental no trabalho

Hoje, a saúde mental de líderes e funcionários é igualmente um risco básico para o sucesso dos negócios. Todas as organizações precisam dedicar total atenção a ela.

Dra. Joti Samra

MyWorkplaceHealth

Nós sabemos que é preciso proteger a saúde e segurança física de todos. A necessidade de proteger a saúde mental no trabalho é menos entendida. A importante especialista e comentarista da mídia, Dra. Joti Samra, psicólogo, deseja mudar isso. Ela estabeleceu o Padrão nacional do Canadá de segurança e saúde psicológica no local de trabalho, o primeiro do tipo no mundo. Agora, ele serve como informação para o desenvolvimento de um padrão ISO internacional. Ela é fundadora e CEO da MyWorkplaceHealth, uma consultoria que ajuda empresas a tornarem seu local de trabalho mais saudável em termos psicológicos.

O Padrão nacional identifica 13 fatores que contribuem para um ambiente de trabalho psicologicamente seguro, que inclua cortesia, respeito e liderança clara. Samra acredita que precisamos nos esforçar mais para manter esses padrões. Ela diz: “Nossa pesquisa nos informa quando devemos reforçar isso, é um banho mútuo. As avaliações de cliente, a retenção das equipes e os resultados finais melhoram”.

Webinar gratuito com a Dra. Joti Samra, Melhorando a saúde psicológica, o bem-estar e a resiliência na era da COVID-19

“Todas as empresas do mundo estão mudando por causa da COVID-19. Nós precisamos avaliar o que estamos fazendo agora, o que está dando resultados, e sermos sinceros sobre as questões problemáticas. Nós precisamos de um plano de resiliência.”

A boa saúde mental começa com a boa gestão de pessoas

Os gerentes de pessoas são o ponto de conexão do sucesso, segundo a visão de Samra. “Todos os administradores de empresas do mundo estão em uma posição delicada neste momento. Nós carregamos um peso muito grande por conta de nossa responsabilidade por outras pessoas. Seu gerente direto é importante para equilibrar seu estresse básico. Nós precisamos prover os líderes com habilidades de autorregulação, para entenderem seus gatilhos de estresse e ficarem calmos.

Eventos imprevisíveis e coisas que fogem de nosso controle afligem muitas pessoas. O coronavírus corresponde a ambos. Para administrar a ansiedade, você precisa desenvolver mais segurança. Eu estou criando projetos financeiros e planos de um, três, seis, 12 e 18 meses para ter mais previsibilidade. Isso me mantém lúcida como CEO e meus clientes corporativos se identificam.

Minha startup existe há um ano. Nós estávamos conseguindo ganhar movimento. Agora, tivemos de mudar as prioridades, além dos negócios normais. Estou repensando no que é fundamental e no que pode ser deixado para depois. Eu analiso os detalhes semana a semana ou, às vezes, dia a dia. Isso significa que podemos nos modificar rapidamente conforme as coisas mudam”.

Valorize a confiança e a franqueza

A confiança está no centro da mudança para o trabalho remoto. Kristina Barger é especialista em gestão de equipes remotas e bem-estar psicológico. Ela trabalhou com startups em Londres, Nova York e na Coreia do Sul. Ela adverte que confiança é algo frágil. Ela pode ser facilmente quebrada quando as equipes estão espalhadas e em momentos de crise.

“Se você discorda de um colega de trabalho no escritório, pode encerrar o problema tomando um cafezinho com ele. Mas, quando não vê as pessoas, é mais fácil interpretar algo incorretamente. Quando os problemas não são enfrentados, eles aumentam.”

Faça mais elogios e ofereça recompensas

“A incerteza torna mais difícil para as pessoas cumprirem prazos”, diz Barger. “É importante restabelecer uma rotina e recompensas. As pessoas precisam de um reforço positivo. Divida suas tarefas e as de sua equipe em blocos menores, realize-os e gratifique-se por isso. Pode ser apenas um obrigado dito a um colega de trabalho ou uma parada nas atividades para ligar para um amigo.”

Samra acredita que esse tempo de mudança pode exigir que os gerentes adotem a direção da mudança. “Precisamos ser mais complacentes. Reconhecer que ninguém está em seu melhor momento e criar uma cultura de confiança. Deixar que as pessoas façam sua programação de acordo com a nova vida. Isso ajuda a desenvolver lealdade e equilíbrio entre a vida profissional e a vida pessoal.”

Comunique-se com mais frequência e mais intensamente

Samra acha que os gerentes de pessoal precisam saber se comunicar com eficiência. “Faça reuniões individuais ou em grupos pequenos com seus subordinados diretos com mais frequência para entender as dificuldades deles. Talvez tenham problemas financeiros, com as crianças ou com o cuidado de um parente idoso. Adapte as expectativas às necessidades de cada pessoa. Estou pedindo que meus gerentes façam mais contato para descobrir quem está bem e quem está com dificuldades para que possamos apoiá-los rapidamente.”

Barger também recomenda falar mais. “Não podemos separar o que está acontecendo no mundo externo daquilo que acontece em nossas equipes. Substitua o tempo do cafezinho por um intervalo para se conectar. Comece as reuniões com um papo leve ou uma introdução.”

Ry Morgan, fundador da plataforma de saúde mental no local de trabalho Unmind, compara a saúde mental com a higiene dos dentes. Todos nós precisamos fazer alguma coisa a respeito dos dois todos os dias. Da mesma forma que você escova os dentes regularmente, dê uma conferida em você e também em sua equipe, no trabalho e em casa.

Faça mais encontros virtuais

Samra também recomenda fazer mais encontros virtuais. “Estamos fazendo mais reuniões com vídeo. Leva mais tempo do que um telefonema, mas a conexão humana ajuda a normalizar esse período surreal. A conexão social nos ajuda não apenas a sobreviver, mas a prosperar diante da adversidade.”

Barger diz que é bom que os líderes mostrem sua vulnerabilidade. Não tem problema expressar suas emoções no trabalho. “É mais real se você se abrir, por exemplo, dizendo algo como: ‘Também é difícil para mim. As crianças estão me deixando maluco!’.”

Compartilhe livremente e personalize a interação

A sobrecarga de informações está afetando a todos, especialmente os gerentes de pessoal. Samra pede que personalizemos a comunicação. “Faça conexões individuais e pergunte do que eles estão precisando. Nada deve ser considerado ‘tamanho único’.”

As ferramentas de compartilhamento digital podem ajudar. Barger e seus colegas lançaram o Remote Leadership Support Group, uma comunidade no Slack onde gerentes podem obter recomendações e apoio confiáveis de especialistas aprovados.

Samra também usou o Slack para sua comunicação interna com iniciantes. “É um recurso opcional. As pessoas podem usá-lo em caso de necessidade.” Ela orienta: “Compartilhem informações com suas equipes de maneira proativa. Se você oferecer benefícios para os funcionários como orientação psicológica ou esquemas de saúde no trabalho, verifique se todos sabem como acessá-los. Também há recursos gratuitos que podem ajudar”.

O blog de MyWorkplaceHealth contém uma excelente variedade de artigos sobre como vencer os desafios da pandemia e os problemas de saúde mental no trabalho.

Dicas para gerenciar a ansiedade referente ao coronavírus no trabalho, um dos vários recursos gratuitos em MyWorkplaceHealth

Fique atento aos sinais de deterioração da saúde mental

A saúde mental pode decair lentamente ao longo do tempo. “Normalmente, você não percebe que algo está acontecendo com você até que esteja muito embrenhado. Nós precisamos observar mudanças sutis, como prazos perdidos, atrasos em reuniões, ou e-mails incoerentes ou confusos”, diz Barger. Segundo a Organização Mundial da Saúde, a depressão e a ansiedade no trabalho custam à economia global um trilhão de dólares em produtividade perdida.

Considerando os adultos produtivos no Reino Unido, cerca de 15% têm problemas de saúde mental no momento. Durante a pandemia, esse número pode crescer. Barger explica:”Coisas que são boas para nós, como dinheiro, previsibilidade e socialização, foram eliminadas ou reduzidas”.

Como começar essa conversa tão difícil sobre saúde mental

Barger sugere uma abordagem em níveis. “Estabeleça uma base normalizando a mudança que todos estamos passando em e-mails e chamadas em grupo. Explique os recursos que temos disponíveis e diga que você está à disposição deles. Depois, faça contato individualmente.

“Os gerentes precisam definir o tom, sendo compassivos e tolerantes. Quando você diz: ‘me procurem quando tiverem problemas’, isso pode não ocorrer imediatamente. Tudo isso exige trabalho. Pode haver negação. Explique à equipe que, para promover a conexão, você vai marcar um ‘café virtual’, para que as pessoas não se sintam isoladas.”

Ela recomenda prestar atenção às diferenças culturais e às preferências de personalidade. “Faça contato com as pessoas mais reservadas emocionalmente, mas sem fazer pressão. Você pode pedir que os colegas falem uns com os outros, se tiverem um bom relacionamento.”

Reduza o tempo consumido pelas notícias negativas

Enquanto nos adaptamos às novas maneiras de trabalhar, existe a possibilidade de esgotamento devido ao longo expediente. Sem nada para dividir o dia, as coisas podem ficar opressivas, além das notícias.

Barger recomenda: “Se você notar que as notícias estão te deixando deprimido, monitore seu acesso. Uma pesquisa em Israel mostrou que consumir notícias mais do que duas vezes por dia teve consequências negativas para a saúde mental“.

Como criar uma estrutura em tempos de mudança

Com a mudança inesperada para o home office, muitos de nós têm como novos colegas de trabalho os parceiros, as pessoas que dividem a moradia conosco, animais de estimação e crianças. Samra acredita que os pontos fortes e fracos das relações pessoais serão radicalizados. “É um período perigoso para quem tem relacionamentos controladores ou abusivos, mas mesmo uma relação ‘mais ou menos’ pode ficar estremecida. Nós podemos proporcionar aos nossos funcionários uma estrutura para que possam escapar de suas vidas pessoais. Vamos incentivar que as pessoas se levantem, tomem banho, se vistam; o vídeo ajuda nisso, e depois fechem a porta.”

Se você está preocupado com a segurança de alguém em um relacionamento, não ignore a pessoa. Descubra quais agências locais de prevenção de violência você pode avisar. O Departamento de Saúde do Reino Unido tem orientações para gerentes reconhecerem sinais de abuso doméstico e o que fazer a respeito.

Barger diz que o caminho para ser produtivo é diferente para cada pessoa. Intervalos regulares programados são essenciais para descontrair e retomar a concentração. “Alguém que compartilha uma casa cheia poderia trabalhar por uma hora e depois programar algo relaxante, como uma chamada ou um café com um colega de casa. Se você não programar, nada acontecerá. A estrutura exige disciplina. Se você mergulhar na compulsão do Netflix durante um dia de trabalho, a sensação posterior não será gratificante.”

Ela acredita que também é importante descansar para recarregar. “Muitas vezes, a meditação é ideal, mas se você está extremamente ansioso, pode não ser tão eficaz. Alguns minutos de exercício podem ajudar. Experimente todos os dias por uma semana e observe como você se sente.”

Como o trabalho remoto pode melhorar os negócios?

Apesar dos desafios atuais, Barger acha que haverá ganhos para as empresas. “As pessoas precisarão melhorar suas habilidades de comunicação. Elas podem ajudar a melhorar seu planejamento e sua estrutura. O deslocamento para o trabalho e o ambiente do escritório nos davam estrutura, mas agora precisamos construí-la sozinhos.”

Samra observa que a separação física também pode unir as pessoas como um ponto comum. “Como planeta, nunca houve uma experiência mais compartilhada. Ela tornou minha equipe mais próxima por compartilharmos mais sobre nossas vidas pessoais.”

“Nós vivemos um momento inédito” tornou-se clichê da noite para o dia no mundo da pandemia. Mas precisamos adaptar a maneira como trabalhamos para vencer os desafios que temos pela frente. E isso começa pelo cuidado conosco e com nosso pessoal.

Artigos sugeridos
Informação do autor

Quer saber mais?

Descubra as novidades sobre tecnologia, liderança e cibersegurança.