content/pt-br/images/repository/isc/2020/is-it-safe-to-post-photos-of-your-kids-online.jpg

Os perigos do "sharenting"

A paternidade entrou no século XX com força total. A nova geração tem uma pegada digital mesmo antes daquele primeiro dente de leite ter aparecido. Algumas crianças até têm uma presença digital antes de nascerem, quando a mãe ou o pai posta uma foto do ultrassom no Facebook. É claro que ter um bebê é um acontecimento alegre que faz você querer compartilhar com os seus amigos e família. No entanto, alguns pais estão compartilhando um pouco demais, uma prática também conhecida lá fora como "sharenting" e, como qualquer uso (ou uso excessivo) das mídias sociais, carrega riscos.

Os perigos de postar fotos dos seus filhos na Internet

Há uma série de fatores que você precisa pensar antes de postar fotos de seus filhos on-line e, com o advento das redes sociais, duas coisas mudaram. Em primeiro lugar, as redes sociais são omnipresentes. Não é possível ignorá-las ou deixá-las de lado. Em segundo lugar, pode ser incrivelmente difícil apagar o conteúdo uma vez que tenha sido publicado on-line. Múltiplas "curtidas" e "compartilhamentos" podem enviar uma foto do seu filho para meio mundo, para pessoas que você nem conhece e, uma vez no disco rígido de outra pessoa, você nunca será capaz de removê-la.

Estes riscos também não param quando as crianças estão crescidas e capazes de cuidar de si mesmas. Este é ainda um fenômeno relativamente novo, mas há especulações de que o compartilhamento excessivo de pais que divulgam informações sensíveis, tais como o nome completo, data e local de nascimento dos seus filhos, juntamente com as fotografias, pode permitir que criminosos roubem a identidade dos pequenos. O The New Yorker publicou um estudo que estimou que, até 2030, o tal "sharenting" seria responsável por quase dois terços de todos os casos de fraude de identidade que afetam as crianças de hoje.

Compartilhar as fotos do seu filho on-line - considerações legais e de privacidade

Os bebês, por definição, não podem dar consentimento informado para a reprodução de uma foto. No entanto, você precisa pensar em questões de privacidade, especialmente à medida que os seus filhos crescem. Em alguns sistemas jurídicos, como a França e a Alemanha, as crianças possuem o direito às suas próprias imagens. Os pais só são reconhecidos como mordomos e não como proprietários desse direito.

Nos EUA, a questão é menos clara, mas ainda há riscos legais de compartilhamento nas mídias sociais. Em um caso extremo, o conteúdo postado no canal "DaddyOFive", do YouTube, foi usado como prova de comportamento abusivo pelos pais e resultou em duas das crianças em questão terem sido levadas sob custódia de emergência. Os advogados acreditavam que os pais eram abusivos, mas também afirmaram que a forma como os vídeos eram compartilhados era, por si só, uma forma de abuso.

Quando as crianças tiverem idade suficiente para entender as redes sociais, você deve começar a pedir permissão para postar suas fotos na Internet. Você não está apenas respeitando a privacidade dos seus filhos: você também está ajudando a introduzi-los a conceitos de etiqueta on-line. Inclua-os no processo de decidir quais fotos podem ser postadas e quem pode ver a foto, bem como postar as fotos de fato. É uma boa maneira de criar um projeto que os familiarizará com a forma como as redes sociais funcionam. Você também estará ajudando-os a entender que postar fotos on-line envolve considerações de segurança, muito antes que eles possam obter sua própria conta no Facebook, Snapchat ou Instagram.

os perigos de postar fotos dos seus filhos nas redes sociais p>Quando seus filhos estão começando a explorar a Internet, você também pode querer protegê-los com o Kaspersky Safe Kids 2020 . Dessa forma, você pode colocar em prática alguns controles dos pais - garantindo que eles não acessem sites ou conteúdo que não deveriam estar vendo.

 

Lembre-se que se você tirar fotos dos filhos de outras pessoas, você nunca deve compartilhar essas fotos sem o consentimento delas. Se você já tirou fotos em um evento esportivo, por exemplo, ou em uma festa do pijama, lembre-se de perguntar aos outros pais se eles não se importam em compartilhar as fotos. E se outras pessoas mostrarem seus filhos em fotos no Facebook, e você não estiver satisfeito com isso, você está no seu direito de pedir que as fotos sejam removidas, desde que eles tenham menos de 13 anos (a idade em que eles podem obter sua própria conta no Facebook).

Escolas, clubes esportivos e outras organizações juvenis devem ter suas próprias políticas de redes sociais. Eles devem sempre obter seu consentimento antes de publicar qualquer foto de seus filhos. Tente assegurar que, se der consentimento, está relacionado a eventos particulares ou sessões fotográficas, em vez de um consentimento geral.

Além disso, se você tirar um retrato profissional de seus filhos, certifique-se de conhecer as regras sobre direitos autorais e pergunte se não há problema em compartilhar em particular. Alguns profissionais criam as suas próprias plataformas seguras onde a sua família e amigos podem acessar para ver as fotos.

Como manter as fotos do seu filho protegidas

Diante desses vários riscos, você pode estar se perguntando: "É seguro postar fotos do meu filho on-line?". Alguns pais decidem não utilizar as redes sociais e manter as suas fotos estritamente privadas. Mas, se você quiser compartilhar, há maneiras de melhorar a segurança do seu uso das redes sociais e minimizar o risco de compartilhamento.

  • Confira as suas definições de privacidade nas redes sociais. Restrinja seus posts para "Apenas amigos" e certifique-se de que eles não tenham o direito de compartilhar novamente as fotos.
  • Fale com seus amigos e familiares próximossobre privacidade para que eles não compartilhem suas fotos de forma descontrolada.
  • Verifique a sua lista de amigos e remova as pessoas que não são amigos íntimos. Pessoas que você conheceu nas férias que eram muito simpáticas, pessoas que são amigas de amigos e pessoas que você adicionou apenas para ser educado são um risco de segurança quando você está postando fotos de seus filhos.
  • Desative os metadados (também conhecidos como dados EXIF) e a marcação geográfica das suas fotos. Isso significa que ninguém pode localizar os seus filhos usando os metadados das fotos. Ou certifique-se de que a plataforma na qual você está compartilhando irá remover os dados EXIF das suas fotos. Leia mais sobre os dados do EXIF aqui.
  • Não inclua outros dados que pessoas de fora possam usar para identificar seus filhos, como o nome completo, data de nascimento ou a escola que eles frequentam. Usar apelidos ou frases descritivas é uma boa maneira de impedir que alguém procure identidades - "meu pequeno super-herói", "nossa princesinha" ou "o Incrível Coelhinho Saltador" vai impedir que estranhos identifiquem os seus filhos.
  • Não publique fotos de seus filhos nus ou semi-nus. Se houver a menor dúvida na sua mente sobre uma foto, não a publique.

Ao tirar fotos, tente evitar características como nomes e números de ruas que possam ser usados para localizar crianças. Para crianças menores, você pode até decidir não compartilhar fotos delas em uniforme escolar, pois isso mostra onde elas vão à escola.

Os perigos de publicar fotos de bebês no Facebook ou no Instagram são claros. No entanto, há uma série de plataformas mais seguras que pode você utilizar para compartilhar. Você pode utilizar o WhatsApp para dar acesso às suas fotografias a amigos selecionados e o serviço é criptografado de ponta a ponta para evitar que os hackers roubem os seus dados. Ou você pode criar um álbum privado, acessível apenas por convite, no Flickr.

Outra forma de compartilhar fotos que está se tornando cada vez mais popular com pais preocupados é o Tinybeans - uma plataforma que lhe permite criar um grupo privado e fazer algo muito semelhante aos "álbuns de bebê" do passado. O Tinybeans foi criado em 2012 e agora tem mais de 3 milhões de usuários que apreciam seu método apenas por convite e sua segurança.

como proteger as fotos do seu bebé on-line

Como proteger as fotos do seu filho - considerações finais

A maioria de nós usa as redes sociais de uma forma muito espontânea. Vemos algo, tiramos uma foto, tocamos no botão e pronto. A postagem está disponível a todos os nossos amigos nesse exato momento.

Mas, quando são os seus filhos, vale a pena pensar um pouco mais sobre o que você está fazendo. Esta é uma foto que o seu filho vai querer ver e sorrir daqui a dez anos? Ou ele ficará irritado ou constrangido pela publicação? Esta é uma foto que poderia ser prejudicial se aparecesse numa pesquisa on-line daqui a 20 anos?

Lembre-se: no final, você está criando a presença digital dos seus filhos. Em um mundo cada vez mais conectado, essa é uma responsabilidade importante para os pais. Algo quase tão importante como dar aos seus filhos uma boa educação e criá-los para se tornarem bons cidadãos. Dessa forma, garantir aos seus filhos uma presença digital com a qual eles ficarão felizes não é apenas uma boa educação - é uma forma de lhes mostrar o seu amor.

Links relacionados

Os sete maiores perigos que as crianças enfrentam on-line: Como mantê-las seguras

Segurança nas redes sociais

Segurança de Internet no Twitter

Coisas que os pais devem considerar antes de colocar as fotos dos seus filhos on-line

"Sharenting" - Pais orgulhosos frequentemente compartilham de seus filhos no Facebook. Mas é seguro compartilhar fotos dos seus filhos on-line ou nas redes sociais?
Kaspersky Logo