content/pt-br/images/repository/isc/2017-images/preemptive-safety-02.jpg

Um software antivírus falso ou perigoso é um tipo de malware que finge encontrar uma infecção no computador da vítima. Em alguns casos, o criminoso virtual tem como objetivo apenas assustar a vítima. No entanto, muitos programas antivírus perigosos também tentam receber pagamento para remover um malware que, na verdade, não foi detectado e pode nem existir.

Como evitar programas antivírus perigosos

Em muitos casos, não é possível executar dois programas antivírus em um computador. Embora os usuários fiquem tentados a implementar o que consideram "dupla proteção", existem bons motivos para acreditar que a execução simultânea de dois produtos antivírus diferentes possa causar problemas.

Acesso da verificação antivírus a dados importantes

Para que a detecção de vírus seja eficiente, protegendo contra vírus de computador, worms, cavalos de Troia e outros, o software antivírus deve ter permissão para alcançar uma camada adequada dentro do computador: o kernel do sistema. Isso porque o produto antivírus precisa interceptar eventos profundos no sistema do computador. Os dados interceptados são então passados para o mecanismo antivírus analisar, assim a solução consegue verificar os arquivos, os pacotes de rede e outros dados críticos interceptados.

Falha do computador

Se houver dois programas antivírus em execução no mesmo computador, cada um tentará instalar interceptadores na mesma parte do kernel do sistema. É provável que isso gere conflitos entre os monitores antivírus e, possivelmente, aconteça o seguinte:

  • Um dos dois programas antivírus não conseguirá interceptar eventos do sistema.
  • As tentativas dos dois programas antivírus de instalar interceptadores paralelos fará com que o sistema inteiro do computador trave.

Outros artigos e links relacionados a programas antivírus

Execução de mais de um programa antivírus

Software antivírus falso é um tipo de malware que finge ter encontrado uma infecção no computador da vítima. Em alguns casos, o criminoso virtual tem como objetivo apenas assustar a vítima. No entanto, muitos programas antivírus falsos também tentam extrair pagamentos para remover um malware que, na verdade, não foi detectado e nem ao menos existe.
Kaspersky Logo