content/pt-br/images/repository/isc/2017-images/virus-img-17.jpg

Para cometer diversos crimes cibernéticos, como roubo de informações bancárias, obter lucro com a cobrança de ligações para números de telefone específicos ou a exigência de pagamentos de resgate, os criminosos criam e distribuem worms de rede, e muitos deles causam verdadeiras epidemias na Internet.

Grandes ataques de vírus de computador

Os criminosos virtuais variam nos métodos de envio dos vírus de computador conforme seu objetivo. Muitas vezes, o criminoso virtual tenta instalar cavalos de Troia em quantos computadores conseguir, no mundo todo. Exemplos conhecidos desses worms:

  • Mydoom
  • Bagle
  • Warezov – worm de e-mail

Como limitar a propagação de um ataque de vírus de computador

Em certos casos, em vez de tentar propagar as infecções do vírus de computador para o máximo de usuários possível, o criminoso virtual pode limitar deliberadamente o número de computadores infectados. Assim, eles evitam atrair tanta publicidade e a atenção das autoridades legais.

Para chegar a um número limitado de infecções, o criminoso opta por não usar um worm de rede sem controle. Em vez disso, ele usa um site infectado com um cavalo de Troia. O criminoso consegue monitorar o número de visitantes do site e limitar o número de computadores que serão infestados pelo cavalo de Troia.

Proteção de dispositivos e dados

Para saber mais sobre a proteção contra cavalos de Troia, worms e vírus, clique nestes links:

Outros artigos e links relacionados a métodos de envio de vírus

Evolução dos métodos de envio de vírus de computador e malware

Os métodos de envio de vírus de computador e malware progrediram e hoje incluem ataques virtuais massivos para distribuir os mais recentes vírus e worms de rede. Saiba mais.
Kaspersky Logo