Os smartphones estão ficando cada vez mais avançados tecnologicamente e baratos, e mais e mais profissionais estão utilizando-os em todo o mundo. Informações comerciais, contas de redes sociais, email, imagens e todos os tipos de dados são armazenados nesses dispositivos móveis. Mas esses dados são muitas vezes sigilosos ou são informações pessoais e, embora seja útil ter tanta informação ao alcance de suas mãos, o usuário também fica desprotegido contra ameaças de segurança a dispositivos móveis.

Isso significa que a proteção antivírus para smartphones é vital para jovens profissionais. As ameaças contra dispositivos móveis são direcionadas aos dados como números de cartão de crédito, informações de autenticação secundária (uma medida de segurança utilizada em serviços de Internet Banking, Gmail e Facebook, principalmente se o dispositivo estiver se conectando a um novo dispositivo ou local), informações particulares ou de redes sociais, como imagens e vídeos.

Pode não parecer, mas os smartphones atuais são efetivamente pequenos computadores, e estão igualmente vulneráveis a ataques de malware. O malware visa explorar as fraquezas em comunicações móveis através de redes Wi-Fi, mensagens de texto e também através de navegadores ou sistemas operacionais.

Malware visando usuários de dispositivos móveis

Uma pesquisa da Kapersky Labs observou que somente 43% dos usuários do iPhone da Apple possuem aplicativos de segurança, enquanto que 53% dos usuários Android e Symbian possuem proteção.

Mas quem mais deve se preocupar são os usuários do Android, já que a pesquisa da Kaspersky mostra que 99% de todos os malwares de dispositivo móvel detectados foram criados para a plataforma Android.

Como o sistema Android do Google é um software de código fonte aberto, o que significa que qualquer um pode baixar e desenvolver aplicativos gratuitamente, ele fica mais vulnerável às ameaças de malware. A Apple, por sua vez, exige que os desenvolvedores obtenham uma licença e usem um aplicativo para usar o software iOS, portanto, seus aplicativos estão menos suscetíveis a malware. No entanto, não podemos dizer que eles são completamente seguros contra ameaças a dispositivos móveis; devido a essas regras rigorosas de desenvolvimento de aplicativos, os desenvolvedores nunca podem criar uma proteção abrangente para dispositivos iOS.

Medidas de segurança a serem tomadas para garantir maior segurança em dispositivos móveis

Para proteger-se contra malware de dispositivo móvel, há uma série de softwares de segurança para dispositivos móveis gratuitos disponíveis para download no Google Play Store do Android e na App Store da Apple. Os usuários também podem aplicar os seguintes métodos para aumentar a segurança no dispositivo móvel:

  • Crie uma senha forte
    Os usuários podem criar uma senha em seus smartphones. Se uma tentativa de senha falhar um determinado número de vezes, o telefone será bloqueado, desativado e, em alguns casos, apagará todos os dados.

  • Desconfie de mensagens de texto
    As mensagens de texto são alvos fáceis para malware de dispositivos móveis, por isso é aconselhável que os usuários não enviem dados sigilosos, como detalhes de cartão de crédito ou informações importantes, por mensagem de texto.

  • Verifique o símbolo de cadeado no navegador
    O símbolo de cadeado na barra de endereço do navegador indica que você está em uma conexão segura e confiável. Verifique isso ao inserir dados pessoais, como seu endereço ou informações de pagamento, ou ao enviar emails do navegador de seu dispositivo móvel.

  • Seus aplicativos devem ser baixados de fontes confiáveis
    Sites populares de compras, como Amazon ou eBay, possuem seus próprios aplicativos móveis. Se for usar esses aplicativos, verifique se são os aplicativos oficiais da empresa antes de iniciar um download. Isso pode ser feito por meio da verificação das informações do desenvolvedor e classificações do usuário na página de download.


Outros artigos e links relacionados à segurança de dispositivos móveis